COLETIVA DE IMPRENSA: UNICEF, CDJBC e Governo de Sergipe lançam campanha de sensibilização sobre vacinação infantil

0
176


Lançamento ocorre nesta quarta-feira, (15/03) às 7h com presença de Tatí Andrade, especialista em Saúde do UNICEF, e dos Secretários de Estado de Saúde, de Educação e Assistência Social e Cidadania 


Em razão da queda da cobertura vacinal nos últimos anos e das inúmeras desinformações repercutidas sobre vacinas, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e seu parceiro técnico Centro Dom José Brandão de castro (CDJBC) lança a Campanha Educativa “Vá sim, Vacine! – Ame, proteja, vacine nossas crianças”. Em Sergipe, a campanha conta com o apoio do Governo do Estado, através das Secretarias de Estado da Saúde, Assistência Social e Cidadania, e Educação. 

A solenidade de lançamento será realizada por meio de uma COLETIVA DE IMPRENSA, que ocorrerá nesta quarta-feira, 15/03, a partir das 7h, na Secretaria de Estado da Saúde, localizada na Av. Augusto Franco, 3150 – Ponto Novo, em  Aracaju. O evento contará com a presença da especialista em saúde do UNICEF, Tatí Andrade; além dos Secretários de Estado da Saúde, Walter Pinheiro; de Educação e Cultura e vice-governador, Zezinho Sobral; e da Secretária de Estado da Assistência Social e Cidadania, Érica Mitidieri.

Queda na cobertura vacinal

A partir de 2015, conforme dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, as coberturas vacinais começaram a cair no Brasil, colocando o país em alerta para o perigo do retorno de doenças evitáveis. Para se ter uma ideia, a cobertura da vacinação contra a poliomielite caiu de 98,3% em 2015 para 70,2% em 2021.

“Na primeira infância, as crianças recebem vacinas que protegem contra várias doenças. O declínio nas taxas de vacinação coloca milhões de crianças e adolescentes, no Brasil e em todo o mundo, em risco de doenças perigosas e evitáveis”, explica Tatí Andrade, especialista em Saúde do UNICEF. “É preciso reverter este cenário, oferecendo serviços de qualidade e acessíveis, disseminando informações corretas e incentivando as famílias a vacinarem as crianças”, completa.

Em Sergipe, a cobertura da vacinação contra a Pólio chegou a 79,13%, em outubro de 2022, após a realização do “Dia D  de vacinação” nos 75 municípios sergipanos pela Secretaria de Estado da Saúde. Apesar da oferta das vacinas,  a cobertura vacinal ainda está abaixo da recomendada pelo Ministério da Saúde, que é de 95%. dos 75 municípios sergipanos, 31 atingiram a meta, com a vacinação igual ou acima de 95%. Nove municípios estão na faixa de 90% a 94% e 35 municípios estão entre 60% a 89% de cobertura vacinal.

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, falou sobre a parceria com o UNICEF e a Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania para sensibilizar a sociedade sergipana quanto à importância da ampliação do esquema vacinal, especialmente na primeira infância, um desafio do SUS e enfrentado em todos os estados. “O Brasil sempre foi uma referência em cobertura vacinal, mas, infelizmente, estamos vendo uma queda nos números da cobertura a cada ano. Temos feito mobilizações com os municípios para busca ativa, campanhas, dia D de vacinação, enfim, várias ações para levar às famílias aos postos de saúde. Celebrar o apoio do UNICEF nessa causa nos fortalece e não mediremos esforços para que nossas crianças sejam protegidas das doenças imunopreveníveis, essa é uma missão de todos nós e também da sociedade civil”, enfatizou o secretário.

A secretária de Estado da Assistência Social e Cidadania, Érica Mitidieri, destaca a união de esforços em prol da ampliação da cobertura vacinal. “Esta é uma responsabilidade de todos os gestores públicos. Cuidar das nossas crianças e adolescentes é um dever do Estado e estamos comprometidos com isso.   Nos engajamos na campanha com esse importante apoio do UNICEF e, certamente, estaremos em diálogo constante com a população para o incentivo à vacinação e conscientização dos familiares nas nossas ações em todos os municípios sergipanos”, disse a secretária.

O Secretário de Estado da Educação e Cultura e vice-governador do Estado, Zezinho Sobral, aponta que quando nossas crianças estão vacinadas, a proteção abrange não apenas elas próprias, como também seus colegas, professores e familiares contra doenças contagiosas. Também são diminuídas as chances de surtos de doenças e de interrupções no calendário escolar. “Vacinação é saúde pública e proteção. É cuidado com a criança e com a família. A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura se soma para estimular a vacinação, levar informações e tornar a escola um ambiente cada vez mais seguro e mais saudável”, destaca o vice-governador.

Sobre a campanha

Por meio de produtos de comunicação como VTs, spots e materiais para redes sociais, a campanha tem o intuito de sensibilizar a população para a importância da vacinação infantil, e assim contribuir com o aumento da cobertura vacinal em municípios do semiárido brasileiro. 

Como parte da estratégia, a campanha ganhou a adesão de inúmeros parceiros locais, incluindo emissoras de rádio e televisão, rádios comunitárias, além de influenciadores digitais que cumprem importante papel nos seus territórios. As peças estão disponíveis para download no site do Selo UNICEF, no link https://selounicef.org.br/biblioteca/campanhavasim/basemg e podem ser reproduzidas e impressas por prefeituras e outros órgãos interessados. 

A campanha integra a estratégia do Selo UNICEF, cujo objetivo é estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira. O Selo UNICEF é uma iniciativa do UNICEF, implementada em Sergipe, Bahia e Minas Gerais pelo Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC), com o apoio operacional da Associação Brasileira de Ações Integradas para o Desenvolvimento Humano  (ABRADH). 

CDJBC

O Centro Dom José Brandão de Castro é uma OSCIP que atua em Sergipe há mais de 25 anos, e há 14 é parceiro implementador do Selo UNICEF. Por acreditar que a educação é instrumento para superar as desigualdades sociais e que todos os direitos devem ser garantidos a todas as pessoas, o Centro Dom José Brandão de Castro desenvolve ações de educação popular, ambiental e formação para crianças, adolescentes, jovens, idosos/as, trabalhadores e trabalhadoras rurais, bem como, iniciativas que contribuem – e que cobrem do poder público – a promoção dos direitos humanos.

UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos. Acompanhe nossas ações em www.unicef.org.br e no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui