UNICEF e IPREDE ofertam Cursos gratuitos sobre Água Saneamento e Higiene para a Prevenção e Controle da COVID-19

0
63


Encontros de bate papo sobre os cursos foram realizados com representantes de municípios de Sergipe, Bahia e Minas Gerais nos dias 22 e 24 de março

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Instituto da Primeira Infância (IPREDE) estão ofertando dois cursos gratuitos EAD sobre Água Saneamento e Higiene (ASH) no contexto de convivência segura na escola. São eles: “Água, Saneamento e Promoção da Higiene nas unidades de saúde para prevenção e controle da covid-19”  e Água, Saneamento e Promoção da Higiene nas Escolas para a Prevenção e Controle da COVID-19. 

Voltados para profissionais de educação, saúde, proteção social e saneamento básico, os cursos são requisitos obrigatórios para os municípios que participam do Selo UNICEF Edição 2021 – 2024.

Com o objetivo de sensibilizar os atores municipais a realizar os cursos, a equipe do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC) promoveu uma roda de conversa, nos últimos dias 22 e 24 de março, com articuladores, mobilizadores e técnicos das áreas de saúde, educação e assistência social.  A Organização Social é o parceiro implementador do Selo UNICEF nos Estados de Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

Os encontros de bate papo contaram com a presença de Raul Guerrero, consultor de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF para o semiárido, e de Valderez Aragão, consultora de Saúde do Selo UNICEF para Sergipe, Bahia e Minas Gerais. Vale destacar que, os cursos não se limitam aos municípios participantes do Selo UNICEF, de modo que qualquer pessoa interessada nos temas pode fazer sua inscrição.

Prevenção à covid-19 nas escolas

Com dez horas de conteúdo, o curso Água, Saneamento e Promoção da Higiene nas Escolas para a Prevenção e Controle da COVID-19 traz informações voltadas para a comunidade escolar a fim de reforçar as medidas de prevenção e controle à covid-19 como: a lavagem das mãos, o distanciamento social, o uso de máscaras e outros equipamentos de proteção individual, a ventilação, a limpeza e higienização dos ambientes, a gestão da água e dos resíduos sanitários, etc. A inscrição é gratuita e pode ser feita no site https://prevescolacovid19.unicef.iprede.org.br/.

Prevenção à covid-19 nas unidades de saúde

O Curso “Água, Saneamento e Promoção da Higiene nas unidades de saúde para prevenção e controle da covid-19”  é voltado prioritariamente para profissionais da saúde, contudo, aborda conteúdo que pode interessar a outras áreas. O objetivo é potencializar as medidas de prevenção e controle à covid-19. “A formação, de 15 horas, é bastante detalhada e agrega os conteúdos a respeito da prevenção e controle da COVID e outras infecções” completa Valderez Aragão. Para se inscrever, basta acessar o site https://prevsaudecovid19.unicef.iprede.org.br/

Intersetorialidade e articulação garantiram alta adesão em Itatim

O município de Itatim, na Bahia, teve uma participação intensa em ambos os cursos, totalizando 286 inscritos. Para a articuladora do Selo UNICEF no município, Gilmair Nogueira da Silva, o segredo da alta adesão está nas ações articuladas entre os gestores e no diálogo constante e contínuo entre e intra secretarias e equipamentos municipais.

“A alta adesão é fruto de uma boa articulação, mas também do apoio da gestão e do uso de todas as ferramentas de que dispomos em tempo hábil, por entendermos que é preciso compartilhar, multiplicar informação. É devido a uma comunicação de forma articulada, do compromisso do município, e do retorno que cada curso traz a cada profissional”, resumiu a articuladora, que acumula o cargo de Diretora Municipal de Cultura e Turismo.

Gilmair conta que a mobilização dos técnicos foi feita nas mais diversas oportunidades, seja durante reuniões internas, seja por meio das redes sociais e de grupos em programas de trocas de mensagem, do qual fazem parte os membros do Comitê Intersetorial, secretários municiais e professores.  “Os profissionais compreendem que após a capacitação, eles podem usar essas ferramentas para dar uma devolutiva para a sociedade e para as comunidades que atendem, para os usuários dos serviços públicos, em especial de saúde, educação e assistência”, apontou.

ASHI no planejamento estratégico em Salinas

Em Salinas, município localizado no Norte de Minas Gerais, a formação oferecida pelo UNICEF e IPREDE integrou a programação do planejamento e formação continuada de professores e professoras da rede municipal, cujo principal foco neste ano foram os temas relacionados à Água, Saneamento e Higiene e prevenção a COVID. Ao todo, 279 profissionais fizeram os cursos, sendo 248 que atuam na educação e 29 na saúde.

“Apesar de não ser um tema novo, estamos necessitando reaprender os conceitos básicos de higiene devido à pandemia. Todas as informações adquiridas servem para entender melhor como nos prevenir e, ao mesmo tempo, colocar em prática os conhecimentos que foram apresentados através do curso”, destacou a mobilizadora de educação do Selo UNICEF no município, Simone Batista dos Santos.

Ela conta ainda que serão desenvolvidos vários projetos junto aos estudantes de todas as unidades de ensino da rede municipal durante o ano com foco na água saneamento e higiene. “De início começamos com a água e sua importância para nossa sobrevivência.  De acordo a modalidade de ensino, os trabalhos ganharão foco em atividades como palestras, gincanas, passeios educativos, entre outros”, adiantou Simone, que também é Técnica Escolar do setor de Recursos Humanos e escrituração escolar.

Agentes Comunitários de Saúde engajados em Simão Dias

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) são profissionais que cumprem uma função primordial no município, uma vez que fazem a ponte entre os serviços de saúde e a comunidade, atuando diretamente na prevenção de doenças e na implementação do conceito de saúde integral. Com a pandemia da COVID-19, o trabalho preventivo passou a ser ainda mais importante, de modo que os ACS e ACE passaram a ser peça fundamental no enfrentamento ao coronavírus.

Tendo isso em vista, o município de Simão Dias, em Sergipe, utilizou uma estratégia muito eficaz: mobilizou ACS e ACE, para que estes profissionais se inscrevessem e concluíssem o Curso “Água, Saneamento e Promoção da Higiene nas unidades de saúde para prevenção e controle da covid-19”. Ao todo, o município inscreveu 159 profissionais incluindo as áreas de saúde, educação e assistência social. A articuladora do Selo UNICEF no município, Cláudia Viana, explica que a proposta foi potencializar o trabalho preventivo no município, uma vez que estes profissionais atuam como multiplicadores de conhecimento e lidam diretamente com a comunidade.

“Mesmo com as estatísticas mostrarem a diminuição do número de casos em Simão Dias, entendemos que é de suma importância capacitarmos nossos profissionais da saúde para aderir medidas sabidamente efetivas quanto aos cuidados e assim realizarem educação em saúde. No momento pandêmico em que vivemos, os estudos científicos apresentam constantemente atualizações frente a covid19 e o curso disponibilizado pelo UNICEF foi de grande valia para aperfeiçoar os conhecimentos e assim podermos realizar uma assistência de qualidade para população”, a articuladora.

Além dos 147 profissionais de saúde que realizaram a formação, o curso aperfeiçoou também profissionais das equipes de educação e assistência social. “Todos profissionais devem saber como realizarem assistência à população frente à gravidade desta doença e os mesmos realizarem educação em saúde para população. Os profissionais da saúde estão na linha de frente, porém todas as áreas devem estar abastecidas de conhecimentos para que juntos possamos ser multiplicadores de informações. Com o retorno das aulas presenciais é de suma importância o reforço para as medidas de prevenção frente a covid.19”, finalizou Cláudia.

Sobre o Selo UNICEF

O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira. Nesta edição, 2023 municípios aderiram e nos próximos anos desenvolverão uma série de ações para melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes. Mais informações: https://www.selounicef.org.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui